Dicas

Microagulhas inteligentes para tratar diabetes

Um adesivo coberto por microagulhas que “sentem” a quantidade de açúcar circulando no sangue e, a partir daí, liberam insulina de forma semelhante à natural pode revolucionar o tratamento da diabetes. Desenvolvido por especialistas da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, o adesivo serviria para liberar vários tipos de medicamentos, mas é especialmente útil para terapias com hormônios.

A identificação da quantidade de açúcar no sangue é o grande diferencial das microagulhas, repletas de uma enzima chamada glucose oxidase. Essa enzima é ativada na presença de níveis altos de glicose e consome bastante oxigênio. A baixa de O2 faz com que as paredes das agulhas liberem insulina através de uma substância que fica permeável quando o oxigênio na área diminui muito. Esse mecanismo simples praticamente imita o pâncreas humano, que libera insulina quando os níveis de glicose no sangue aumentam.

A pesquisa foi feita na pele de porcos, que simula muito bem a pele humana em ambientes de laboratório. Se for replicada com sucesso em humanos, abre uma nova porta para o tratamento do diabetes, que pode prescindir das tão incômodas injeções de insulina.

Receba todas as dicas por e-mail

Newsletter Samaritano

Cadastre-se e receba as nossas atualizações

Faça o seu login

Escreva o seu login e senha e tenha acesso as informções:

não é cadastrado?

Enviei seus dados e receba seu acesso por email:

Envie para um amigo